Hoje a Feira de Responsabilidade Social Empresarial Bacia de Campos faz parte da agenda política, cultural e de mobilização social da Região. Ela conquistou, no curso desses sete anos, sua legitimidade política e social por ter criado espaços de governança cujos conteúdos são centrais sobre o equilíbrio socioambiental da região, posto em debate as relações éticas e o desenvolvimento humano e social localmente justo e sustentável. Ano após ano a Feira ocupa um espaço importante na agenda político-cultural da região, confirmada pela adesão às iniciativas da força da sociedade civil, apoio das políticas públicas através das Prefeituras da região, do empresariado e universidades públicas e privadas. O evento, inovador na região e no País, conquistou projeção nacional e internacional com seu objetivo estratégico de disseminar uma nova cultura que inclui a ética no centro das relações e incorpore práticas de Sustentabilidade na gestão dos negócios, com lideranças conscientes e capacitadas.   A cada ano participam do evento personalidades de referência nacional e internacional para discutir esses temas, contribuindo para o fortalecimento, na região, de uma massa crítica de jovens universitários, políticos, empresários e ONGs, sensibilizados para criar pilares de sustentabilidade através do desenvolvimento de projetos de governança entre os setores da sociedade, além de ações, programas e projetos de responsabilidade socioambiental.

Prevista para acontecer nos dias 19, 20 e 21 de junho de 2018, o Fórum da XI Feira de Responsabilidade Social Empresarial Bacia de Campos terá como tema central “Água, Biodiversidade e Inclusão: Ações Locais para Desafios Globais”, pondo em discussão a crise nos municípios da região norte fluminense – provocada por questões internas do país, pela conjuntura internacional e pela extrema dependência da economia do petróleo – e como sair dela com propostas criativas, ousadas e sustentáveis.

A Feira se propõe ser uma exposição de todas essas realidades presentes no território, e para o alcance desses objetivos criou algumas estratégias para favorecer o debate e, sobretudo, a construção de percursos de sustentabilidade. A metodologia é criar a cada ano um tema central gerador de debate. Em torno desse tema são organizadas várias atividades, entre elas: a Exposição de projetos, iniciativas concretas acontecendo na região; apresentações artísticas, oficinas e fórum de palestras e debates com convidados especiais.

Além estandes de empresas, Ongs, universidades, poder público e instituições diversas, a feira contará com uma grade de eventos paralelos com: fórum de palestras e debates, oficinas de reciclagem, workshops de Responsabilidade Social para empresas abrangendo diversos temas, apresentações culturais de Ongs e shows com artistas e talentos da região, oficinas do conhecimento com universidades e empresas; e feira de artesanato regional com materiais reciclados.

Entre em contato conosco e participe!